Pastor Alves fala sobre filme da Netflix

por Vinícius Andrade e Leilane Coelho — publicado 11/12/2019 11h04, última modificação 11/12/2019 11h04
Pastor Alves fala sobre filme da Netflix

Foto: Cesar Oliveira

Na manhã desta quarta-feira, 11, o vereador Pastor Alves (Republicanos) utilizou o Espaço do Grande Expediente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para repudiar o filme "A última tentação de Cristo", que segundo ele estabelece blasfêmia e um abuso a fé, exibido na plataforma de streaming Netflix.

O pastor Carlito Alves afirma que a obra é ofensiva e que o direito constitucional à liberdade de expressão não justifica ataques a Jesus Cristo. “O contexto do filme é sobre a primeira tentação de Jesus Cristo e faz alusão de supostas relações homossexuais entre Jesus e o satanás. Eu enquanto pregador da Bíblia deixo aqui o meu repúdio a essa desmoralização com os cristãos e cidadãos de bem que são assinantes da Netflix”, alertou ele.

Continuando seu discurso, Pastor Alves deixou claro que não irá fazer campanha para cancelamentos de assinaturas da Netflix, pois na plataforma há vários outros conteúdos de extrema relevância e de boa qualidade como "Os Dez Mandamentos". “Não irei cancelar a assinatura e nem promovo que cancelem, dado que é uma escolha de cada indivíduo assistir ou não o que está disponível”, pontuou o Pastor.